14 dezembro 2014

Final Fantasy: All the Bravest

Nenhum comentário:


Sabe qual a melhor forma de ganhar dinheiro em cima de um monte de fãs de umas série de RPG? Lance um Spin-Off qualquer sem nenhuma qualidade e apele de forma nostálgica para que os fãs cegos amem e idolatrem. Final Fantasy: All the Bravest é sem dúvidas um dos maiores desastres no mundo dos games, um RPG para pessoas que não gostam, literalmente, de jogar RPG. É como se o pessoal da Square Enix tivesse pegados essas ideias toscas de jogos touch genéricos e misturado com Final Fantasy, voalá! Uma grande porcaria. 

... E eu perdi 30 minutos da minha vida jogando isso. 

Estratégia?


O jogo é simples, como em um Final Fantasy tradicional, temos todas as possíveis jobs que existem na série (Knight, Fighter, Black Mage, White Mage, Red Mage, Monk, Thief, etc). Porém, Final Fantasy: All the Bravest quer que o jogador vá liberando essas jobs com o andar dos stages. Sim, stages... STAGES! Além de que temos músicas e gráficos que tem um incrível apelo nostálgico, com cenários e inimigos que contribuem muito para isso. Enfim, já consegui falar o que esse jogo tem de bom... Eu acho. 

Mas, a real é que Final Fantasy, até onde eu sei, é um RPG que nos faz explorar mundos e batalhar de forma estratégica, certo? Porém, All the Bravest resolveu jogar todo esse lindo e maravilhoso conceito no lixo, criando uma nova categoria de jogo: o "Quase-Nem-Tanto-RPG". Porque é mais ou menos isso que eles fazem. 

Esse jogo... Esse... Nem dá pra chama-lo de jogo, não, não posso chamar de jogo um aplicativo barato que finge ser um RPG, onde apenas precisamo ficar batendo o dedo na tela aleatoriamente para atacar o inimigo. É, All the Bravest não tem nenhum senso de estratégia, nada, absolutamente nada que o faça ser um Final Fantasy, além das músicas e gráficos. Você só precisa tocar em algum membro do seu time que ele ataca um inimigo qualquer na tela. Nossa, quer dizer que não podemos nem escolher qual adversário atacar? E não é só isso, nós podemos liberar vários outros membros com jobs diferentes no grupo, porém, eles fazem exatamente a mesma coisa que todos os outros também já fazem. Liberou uma White Mage? Ok rapaz, porque ela ataca com magia e não recupera vida de ninguém, QUE É EXATAMENTE ISSO QUE ELA DEVERIA FAZER, MAS NÃO FAZ PORQUE ESSE JOGO É UMA DROGA! 

Digo, que graça terá eu liberar um monte de personagens diferentes se todos fazem a mesma coisa e não vou sentir nenhuma diferença jogando entre eles? Hein? Fora que o jogo nem se quer existe exploração, você apenas segue uma linha que anda aleatoriamente por aí e vai enfrentando inimigos aleatórios com batalhas aleatórias e sem graça alguma! Isso até parece um Final Fantasy XIII: Android version. Não, acho que nem FFXIII merece ser comparado com isso. 

Uau, Final Fantasy: All the Bravest é um jogo tão ruim que faz outros jogos ruins parecem bons! É tipo o Sonic Boom da Square Enix! 

Considerações Finais 

Fique longe desse jogo se tem amor a sua vida, ele é um insulto a uma das minhas franquias preferidas de jogos, é uma vergonha criada apenas para ganhar dinheiro fácil em cima de fãs e pode te passar Aids também. 

Prós: 
Músicas e gráficos nostálgicos 

Contras: 
Todo o resto do jogo... Todo mesmo 

Nota Final: 1.0