26 setembro 2014

Sonic Unleashed

3 comentários:


Ah é agora. Vou tratar de mais um jogo polêmico do Sonic, mas não se preocupem, nada pode ser pior que Sonic 2006... Não, deixa pra lá, tem uma coisa que consegue sim. 

Hoje irei falar sobre Sonic Unleashed, um jogo que causou um verdadeiro tabu entre os gamers, muitos o amaram e idolatraram, mas muito odiaram. O jogo foi superestimado, criando uma divisa entre os fãs. Agora você se pergunta de qual lado eu estou. Veremos. Quando o jogo foi anunciado com imagens e tudo mais, muitas pessoas se empolgaram com o novo visual do Sonic, já que o último jogo foi um fracasso, a Sega teria que tentar algo novo e voltar para o conceito clássico (bom, mais ou menos), onde o Sonic correria por lugares vivos e coloridos, sem falar que no novo jogo as fases seriam divididas entre 2D e 3D, no qual seria uma certa alusão a estar jogando um jogo clássico e moderno do Sonic ao mesmo tempo (a maioria das pessoas dizem que isso ta mais para Sonic Rush do que algum clássico). Porém, a parte ruim foi quando resolveram criar uma segundo gênero para dividir o jogo, criando um Beat'em Up para o Sonic. Sim, é uma ideia patética. Daí teríamos um Sonic que seria metade platformer veloz alá a essência da própria série e metade God of War, que inclusive foi isso que aconteceu. 

13 setembro 2014

Demo de Super Smash Bros. for 3DS está a caminho do Ocidente

Nenhum comentário:


Então galera depois de alguns dias e semanas sem postar por motivos de nenhum Newsletter estar me ajudando nas postagens do meu blog...;-; 

Bom, vamos o que interessa! 

Durante uma apresentação da Nintendo foi revelado uma DEMO do tão aclamado Super Smash Bros para 3DS, estará disponível dia 19 nesse mês, porém os membros de platina da Club Nintendo, por serem safadões já devem ter ganhado um e-mail com um código para jogar a demo. 

02 setembro 2014

Alien 3

Nenhum comentário:


Hey leitores, como andam? 

Imaginem como seria um jogo baseado em um filme misturado com drogas. É Alien 3 o jogo que você pensou. Sim, eu peguei um jogo baseado em um filme que foi lançado para o Mega Drive, e como todos sabem, jogos desse tipo são geralmente genéricos e sem graça. Mas há é claro suas exceções, como Alladin (também de Mega Drive). Porém, como praticamente todos os jogos assim são ruins, Alien 3 não escapa dessa regra, sendo apenas lançado para trazer popularidade para um filme, cuja a saga é muito bem aclamado pela crítica. Qualquer retardado que no mínimo tenha uma vida social simples já ouviu falar da série de filmes "Alien", que mais tarde lançou a série "Alien vs Predator" que repercutiu muito bem. Mas para ser franco com vocês, eu nunca assisti nenhum filme das duas séries, e não sei nada delas, apenas sei de sua existência, só. O que na verdade não importa, porque do jogo foi uma perda de tempo e a única coisa boa disso tudo é que estou interessado nos filmes. 

Isso... Podem me atirar pedras porque não assisti um filme aí.

Whatever, o jogo é mesmo horrível e não sei mesmo porque perdi meu tempo com ele. Só de jogar as primeiras fases daquela mescla de platformer pobre e shooter genérico eu já podia perceber o quanto seria ruim aquilo, mas infelizmente eu joguei muito Alien 3 e estou aqui para avisar a todos que não devem chegar perto dele, porque nada, nada saiu legal nisso. O jogo foi produzido pela "Arena Entertainment", aposto que esse nome lhe é familiar, eu nem me lembrava até re-jogar o clássico "Mortal Kombat" de Gênesis. Sim, os dois jogos foram produzidos pela "Arena", essa empresa é uma desenvolvedora de jogos de divisão dentro da Acclaim (essa você, provavelmente, conhece). 

A história é interessante... 


Antes de mais nada, "Alien 3" foi na verdade um filme de terror e suspense dirigido por David Fincher (diretor de outros filmes como "O curioso caso de Benjamin Button", "Millennium", "Zodiaco", etc), lançado em 1992 pela "Twentieth Century Fox Film Corporation" (lembram da musiquinha?). Uma mina chamada Ellen Ripley tava de boas em sua nave até ela aterrissar em um planeta conhecido como Fury 161, onde viviam só caras condenados como estupradores e bandidos cools. Todos que estavam lá com Ripley em sua nave morreram, e com sua nave toda ferrada, tinha que arranjar um jeito de sair daquele lugar. Porém, as pessoas que estavam a bordo com ela foram assassinados e mutilados por um alien, mas ele não matou Ellen. Além do mais, essa alien está gravida (sim, é uma fêmea) e multiplicou completamente sua espécie no Fury 161. Agora Ellen Ripley precisa sair desse planeta com a ajuda dos caras que moram lá, mas tem um detalhe curioso: Os aliens não atacam Ripley. 

O que já torna o jogo uma droga, porque jogamos com Ripley e esses malditos aliens vem para cima dela. 

Enfim, é uma história "meh", parece um daqueles enredos de filmes que só foram feitos para justificar a continuação do mesmo. A história parece não ter nenhuma ligação com as coisas dos outros filmes, mas, como história individual é decente (eu acho), o lance de Ripley não ser atacada pelos aliens cria uma trama interessante, o que me da mais vontade de assistir o filme. Whatever, é uma história ok no final das contas. Mas não darei nenhuma nota a história porque seria um ato de hipocrisia julgar o enredo do jogo sem ter assistido o filme do qual foi baseado. Então assisto isso aí mais tarde e faço um post falando do que achei. 

O Shooter/Platforming mais tosco de todos 


O jogo tem um objetivo simples. Em todas as fases você terá um tempo para termina-lá, o seu principal foco é salvar todo o pessoal que foi capturado e preso nas teias (bom, eu acho que aquele negócio estranho é teia) dos Aliens ao longo das fases. Após salvar todos os caras, você deve ir até o final da fase e sair por uma porta que só se abre após ter feito a salvação. Durante as fases enfrentaremos, obviamente, os aliens e talz. 

Temos uma barra de vida bem medíocre e umas quatro armas/explosivos diferentes para enfrentar os inimigos. São uma metralhadora, granadas, uma daquelas armas que atiram uma bomba, um lança-chamas e.. É, acho que é só isso que teremos. Ao terminar três fases, você enfrenta o "Guardian", que é o boss do jogo. 

Tudo isso parece fazer de Alien 3 um jogo completamente simples e fácil de se jogar. Mas não é mesmo, porque tudo isso saiu uma perfeita bagunça tediosa e enjoativa. Primeiro, um dos principais motivos que fazem esse jogo ser ruim é o fato das fases serem completamente "decorativas". Sabe aqueles jogos onde as coisas acontecem sem você ver e quando se da conta, você só passa das fases depois de morrer várias vezes no mesmo lugar e decorar essa parte? Pois bem, esse jogo é o mestre nessa arte. E sabe porque, porque nunca temos tempo para atacar os aliens, eles simplesmente aparecem na tela do nada e nos atacam, quando você se da conta ele já te tirou sangue, sendo que você nem teve tempo de apertar o botão de atirar. Ou seja, você só passas as fases quando prevê as aparições dos aliens, e essa é uma maneira completamente estúpida de tentar dificultar um jogo, fora que te faz repetir sempre as mesmas coisas até se deparar com algo que você não tinha visto antes. Logo, não importa se você joga bem ou não esse jogo, é tudo uma questão de decorar as fases, que piora completamente as coisas. 

Fora que alguns controles tem o comando falho e tinha várias vezes que eu queria sair da escada, mas não podia porque só se pode sair se estivermos em linha reta ao chão quando a escada passa por andares. Então pensem na dor de cabeça que é ficar minutos se equilibrando e procurando a posição certa apenas para sair de uma droga de escada. Sem falar que o tempo só estressa ainda mais a cabeça do jogador. Os saltos do cara também não prestam muito, qualquer distância um pouco alta que pulemos nos causa dano, até quando caímos em cima de uma plataforma em movimento a gente ganha dano, oque é ainda mais patético. 

Algumas fases parecem demonstrar ser um desafio, já que temos muitos lugares escondidos e passagens secretas que nos fazem explorar mais. Mas esse conceito é jogado fora quando se tem um tempo para terminar as fases, o estilo "decore para ganhar" e a decepção dos locais em que encontramos os caras que temos que salvar. Ás vezes começamos a fase e logo de cara temos uns 20 caras para encontrar em menos de 3 minutos, oque parece ser um grande desafio, mas acaba se tornando só uma ilusão quando em apenas uma sala a gente encontra 3 ou até 4 caras de uma só vez. Ou seja, temos fases explorativas, o que é algo bom, mas não é nada bem aproveitado já que nem teremos tempo para nos divertirmos com ela. 

O jogo parece sofrer algum problema, na tela de títulos é possível escolher com quantas vidas queremos começar. Que graça tem um jogo que nos da a opção de escolher com quantas vidas queremos começar. 

Os bosses são os mais tediosos e maçantes que eu já vi. Todos, repetindo, TODOS os bosses são exatamente a mesma coisa, diferenciando de uma técnica ou outra. Os cenários são na teoria os mesmos, as técnicas do boss são as mesmas, o boss é sempre o mesmo, então pensa como era chato, maçante e enjoativo jogar aquilo. Inclusive, não só os bosses, mas o jogo todo é enjoativo e maçante, e com o tempo a experiência só vai piorando. E pra deprimir ainda mais, o boss final do jogo é apenas uma simples seção de plataforma em que enfrentamos uns 5 bosses ao mesmo tempo. Sim, é uma p*** falta de criatividade mesmo. 

No final das contas o jogo é uma droga sim, e não vale perder nenhum pouco de tempo com ele, não é atoa que foi esquecido e ninguém nem se lembra dele. Mesmo que você seja um grande fã da série de filmes "Alien", aconselho que não jogue isso, pode te fazer odiá-la. 


Gráficos e trilha sonora impressionantes (pelo menos isso) 


Os gráfico são bem simples e não tem nada de muito impressionante, soando como um simples jogo 16-bit. Os aliens estão muito bem desenhados, o pessoal sequestrado também, mas a nossa protagonista... Ta completamente estranha, parecendo um africano faminto e branco, não, sério, olha aquilo, olha aquele corpo completamente magro e estranho. E suas animações também não são das melhores, até parece um sprite 8-bit mais sofisticado. Enfim, os gráficos desse jogo são muito bons se tirarmos nossa protagonista. Os cenários também são bem desenhados e detalhados, remetendo muito bem ao filme de terror, chegou a me lembrar Super Metroid. 

A trilha sonora é muito boa e expressa perfeitamente o ambiente e atmosfera da fase. Principalmente a música da segunda fase. 

Considerações Finais 


Sim, esse jogo é uma droga sem graça alguma e não merece a atenção de ninguém. A não ser que você curta fases decorativas e jogos enjoativos e tediosos, se for esse o caso, Alien 3 é o melhor conselho que posso te dar. 

Sons:
Gráficos:
Jogabilidade:

Prós: 
Objetivo simples e claro 
Fases com uma boa exploração 

Contras: 
Apesar da boa exploração, ela não é bem aproveitada 
O jogo é completamente tedioso e enjoativo devido as fases decorativas 
Os bosses são uma incrível falta de criatividade 
"Ah, ali esta um ali... O que?" 
Controles mal programados 

Nota final: 4.0 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...