31 janeiro 2014

Sonic the Hedgehog 2006

4 comentários:

Preciso falar desse jogo, não, espera, acho que o termo "jogo" ainda é muito bom para definir esse monte de porcaria aí em cima, o jogo do Sonic que gerou uma das maiores bizarrices criadas no mundo dos jogos, o jogo do Sonic mais odiado por todos, o jogo do Sonic mais deplorável, é manolo, to falando de Sonic the Hedgehog shit! Não o clássico do Mega Drive, mas o lançado para PS3 e Xbox 360, mas que é apelidado por Sonic 2006 ou apenas Sonic'06. Eu acho ridículo criar um jogo que tenha o mesmo nome de outro, ainda mais quando é da mesma franquia, mas, whatever. O jogo é uma droga e já vou falando isso no começo, se você está esperando um bom, esquece, se esta pensando em comprar isso, DESISTA, eu me arrependi muito depois de ter comprado isso aí, falo sério. Mas enfim, Sonic'06 foi lançado no ano de 2006 (por isso o 06 no nome), e esses últimos tempos eu estava vendo que precisava compra-lo, porque nunca tinha jogado e não queria perder essa oportunidade...... Bom, isso até eu terminar o jogo e me arrepender de tudo. E o pior é que existem um milhão de fan boys escrotos do Sonic que amam e idolatram essa porcaria de jogo, se você gosta dele, vá aprender a ter bom gosto para jogo amigo. Eu até fui expulso da Sonic Fórum Brasil porque critiquei demais este jogo e xinguei o dono do fórum de fan boy (claro, porque isso é um xingamento muito pesado né?)

Vocês devem estar pensando, "Evans, como um jogo pode ser tão ruim e desastroso?!", pois bem, eu podia simplesmente fazer uma lista, ou postar uma imagem do Sonic todo zoado com bastante merda espalhada por ele, isso com certeza resumiria bem toda resenha. Mas, enfim, vou falar deste jogo e explicar como um jogo pode arruinar o nome de um personagem icônico no mundo dos jogos. Ah, e lembrando que Sonic'06 foi lançado para comemorar o aniversário de 15 anos do Sonic, então foi meio que feito as pressas, bem as pressas, pois é, já da para imaginar a merda que está por vir não da? Você pode não acreditar, mas, dá para perceber o quanto esse jogo é ruim jogando uma fase. Então beleza, para a festa debutante fracassada do Sonic! 

História Serious Business, que não tem nada a ver com Sonic 



A história se divide em três partes, ou seja três capítulos, e um extra para liberar no final. Então três personagens representando cada um desses capítulos, eles são, Sonic, Shadow e o novo ouriço Silver. É basicamente o mesmo estilo de Sonic Adventure. 

Na cidade da água, Soleanna, estava ocorrendo um festival, onde a princesa Elise junto da população, iriam louvar o deus Solaris, e quando a princesa põe as chamas lá no alto da Tocha Olímpica do altar de tochas, uma nave gigante aparece, muitos robôs que parecem uns transformers, saem dela e cercam a princesa, e então que surge nosso vilão Dr. Eggman, que diz que quer a esmeralda do caos no pescoço da Elise. Porém, quando menos se espera, aparece, nosso grande herói, Sonic the Hedgehog! E claro, ele destrói todos os robôs e pega a princesa no colo e sai correndo por aí com ela, fugindo de uma metralhada de mísseis. Logo depois a Elise é pega pelo Eggman e antes entrega a esmeralda do caos a Sonic, que promete que vai salva-la. É, essa é a história. 

Enquanto isso, Shadow, que agora é um agente da G.U.N, recebe a missão de salvar a Rouge na base secreta do Dr. Eggman. Então Shadow chega lá no maior pau, arregaçando todos os robôs transformers que apareciam. Ao chegar lá, Rouge está com um treco amaldiçoado, um cetro, que agora, quer descobrir o que está selado lá, e para isso eles precisariam ir para a Kingdom Valley. Chegando lá, Dr. Eggman que estava a espera deles, quer de volta o objeto, e no meio da treta entre os três, o cetro quebra, saindo de lá, o ouriço negro, Mephiles the Dark, que é igual ao Shadow, só as cores que mudam. Então Mephiles diz que quer se vingar de Shadow, e claro, Shaodow não ta entendendo porcaria nenhuma, e manda ele e Rouge para o futuro, onde tudo foi destruído. 

E falando em futuro, lá nesse futuro, existe um ouriço chamado Silver, que tem poderes psíquicos. O futuro em que ele vive está todo arruinado, é como se fosse uma época pós-apocalíptica, onde só tem prédio destruído e fogo para todos os lados. E isso aconteceu por causa de Íblis, uma criatura feita de fogo, e Silver quer destruí-lo, com a ajuda de sua amiga Blaze, uma gata com poderes de fogo. E depois de tretarem com Íblis, Silver percebe que não importa o quanto lutem, Íblis agora não pode morrer. Então Mephiles aparece lá e fala pro Silver que ele precisa voltar no tempo e matar o Íblis Trigger, que é o ser que trará a volta a vida de Íblis, que consequentemente acabará com toda vida que exista lá. Então Mephiles manda Silver e Blaze pro passado (no caso então, o tempo presente) para derrotar o Íblis Trigger, que na verdade é um ouriço azul veloz: Sonic. 


Já vou dizer logo, a história é uma porcaria sem fim. Eu fico impressionado com pessoas que realmente gostam dessa história, sério, fico mesmo. O que diabos deu na cabeça da Sega quando foi contratar roteiristas, por acaso eles colocaram na porta da empresa "Contratamos qualquer roteirista sem experiencia e que saiba fazer uma história forçada e dramática"? E eu não to exagerando, talvez eles realmente tenham colocado isso lá. Primeiramente a história do Sonic é ridícula e completamente descaracterizada, durante a droga do jogo todo ele só corre para lá e para cá, atrás dessa princesa Elise, sério, a história dele só se resumi nisso, e pra piorar ele bota isso como prioridade na vida. P* que pariu, primeiramente, Sonic nunca precisou ficar salvando uma princesa, quem teve essa idéia? Tem uma parte no jogo (sim vou dar spoilers porque esse jogo não tem nada de bom a ser esperado) em que Sonic viaja no tempo, para o futuro, e vê Silver e Mephiles trocando uma ideia, então de repente eles somem sem mais nem menos. A reação de alguém normal seria, logicamente, tentar descobrir o que está acontecendo, afinal de contas ele acabou de ver um sujeito sinistro conversando com um cara que já tentou matar ele, e no tempo presente ainda. Mas não, Sonic descobri que tem que voltar pro passado porque a Elise corre perigo. MAS COMO? Ele ignorou completamente o que viu só por causa de uma garota, fingiu que não viu nada, e inclusive ele pode voltar em qualquer parte do tempo que ele quiser, só precisa ser antes, a tempo de salvar a inútil da Elise, seu ouriço babaca, onde está o Sonic que eu conheço?  


Sem falar que Elise é uma personagem completamente vaga e inútil. Só é sequestrada o tempo todo pelo Eggman, e depois fica gritando "Sonic!" sem parar, é repetitivo e irritante. Mas isso não é o pior, o pior de tudo, é que ELA COMEÇA A SE APAIXONAR PELO SONIC! Mas que diabos, é isso que faz o jogo ser completamente bizarro! Sonic é um ouriço gigante que corre, como ele poderia ter um relacionamento amoroso com um ser humano?! Na verdade, ter seres humanos no mundo de Sonic já é ilógico. Sem falar que neste jogo, além do Sonic ser burro, ele é sem graça, o único momento em que ele mostra alguma coisa de sua personalidade foi na primeira cena, só, depois ele se torna um cara irritante, sem graça alguma, com frases bobas e ridículas pelo resto do jogo, na verdade o jogo inteiro é ridículo e ilógico. E seus amigos Tails e Knuckles não são diferentes, na verdade são vagos e nem faz diferença eles estarem ali ou não, só estão lá para encher linguiça mesmo, e o carisma? Nenhum, e esse jogo é um forte concorrente á ter as piores falas e dublagens em qualquer jogo que alguém possa jogar. Mas calma amigo, esse jogo consegue ficar bem pior, acredite nisso. 


Eu não tenho nada contra o Shadow, na verdade ele nem tinha tantos motivos para estar aí, seu único objetivo é meter um pau no Mephiles e depois aprender alguma lição, só isso mesmo. E falando em Mephiles.... Ah esse é sem dúvida o pior vilão já criado para o Sonic. Há uns anos, um projeto foi feito em Soleanna, esse era criar o deus Solaris, porém, projeto falha e acaba matando o pai da Elise, e então nascem duas criaturas, Íblis, o poder de Solaris, e Mephiles, sua consciência. Mephiles foi selado pelo Shadow logo que nasceu, porque Shadow volta no tempo para fazer isso, e Íblis, bem, ele é selado dentro da Elise, e se ela chorar, ele sai. Poxa, que ridículo, a Elise era uma criança na época, nem entendia essas coisas, ATÉ PARECE que ela passou a vida toda sem chorar, ainda mais sabendo que seu pai morreu, alguém iria aparecer mais tarde e dizer "Então Elise, falando nisso seu pai morreu esses dias, mas então como eu ia dizendo.....". E afinal, porque Íblis sai de Elise quando ela chora? Pois é, o jogo não explica isso, novidade (eu fui sarcástico). Daí o plano de Mephiles era o mais retardado possível já criado, primeiro ele quer se encontrar com Íblis, e se unir com ele para renascer o deus Solaris, até aí numa boa. Então ele viaja pro futuro e fala para Silver voltar com ele, para matar Sonic, fazendo então Elise chorar e sair de dentro dela o Íblis. Daí você pensa "Ah, o plano faz sentido", não cara, primeiro de tudo, Mephiles tem o poder de viajar no tempo a hora que ele quiser, então por que ele simplesmente não volta na hora em que Íblis nasceu e não se uni com ele? Não né cara, é bem melhor criar o plano mais complexo e sem sentido para deixar o jogo maior e mais idiota. Mephiles é o personagem mais sem sentido que já vi, é incompetente e burro. Sem falar que no final ele simplesmente aparece atrás do Sonic e mata ele, sendo que ele poderia ter feito isso desde o começo. É, o Sonic morre no final. Mephiles poderia ter feito o que ele quisesse para se dar bem, mas, ele é tão mau produzido que chega a me dar nojo, e o pior é que existem um monte de fanboys idiotas que idolatram ele como o melhor vilão do Sonic, é, vai entender. A única coisa boa que eu vi na história de Shadow é a sua moral, que é lutar para proteger as pessoas mesmo elas estando contra você, porque apesar de tudo, isso é o certo, não? É uma boa mensagem, pelo menos para mim. 


Ah, você deve estar pensando que a história do Silver é ótima, na verdade é mais uma abobada. Primeiramente, Silver se encontra com um ouriço negro sinistro chamado Mephiles no futuro onde todo mundo morreu e ta tudo uma destruição horrenda, e simplesmente numa boa, ele resolve obedecer o cara que conheceu, voltando no tempo para matar alguém que ele nem ao menos conhece e sem saber exatamente os motivos de tal ato, até porque o ouriço sinistro no futuro não tem naaaaaada de suspeito, o cara com certeza é muito gente fina.... Pois é, como alguém pode ser tão ingenuo?! Silver passa o jogo todo com falas inúteis sobre como vai pegar o Íblis Trigger e gritando esse nome de forma que fica irritante. E a Blaze, bom, a Blaze só está lá para dar uma força a o Silver, só, ela apenas serve para algo no final quando sela o Íblis dentro dela, mas, só isso mesmo (mas pelo menos ela foi alguma personagem útil, é mas ela é a única do jogo). E a Amy, bem, outra completamente inútil, só seguiu o Silver atrás do Sonic, além disso ela não fez mais nada, porém, ela salva a vida do Sonic, que tomou uma surra do Silver no meio de uma praça de alimentação (sério). 


Ah, eu já ia me esquecendo do Eggman. Mas não! Espera, que monstro é esse aí em cima?! O MEU DEUS! O QUE FIZERAM COM O DR. IVO EGGMAN ROBOTINIK! NÃAAAO! Pois é, chapa, Sonic 06 além de se elevar a realidade extrema, eles me vem com isso! Sério? Eu realmente vou ter que dizer algo desse "Eggman", poh cara, isso aí parece um cosplay, até parece que é um ator, na verdade, é isso mesmo, só que com uma atuação horrível! O Eggman além de ser sem graça visualmente, é também na sua "nova" personalidade nesse jogo, ele é sem dúvidas o vilão mais inútil e boring desse jogo. Calma Mephiles, é brincadeira, você é mais boring que ele viu s2. Mas como inútil ele faz um ótimo papel. Afinal de contas, o Eggman não era um cientista maluco cartunesco de QI 300 que construía maquinas para dominar o mundo, e ainda sendo engraçado? Bom, nesse jogo a Sega acabou com tudo isso que tinha de bom no vilão, nesse jogo ele é simplesmente monótono e forçado, fica fingindo que é maldoso e cruel quando na verdade não faz porcaria nenhuma, então não tem nada de legal nesse Eggman, ele só fica o tempo todo sequestrando a Elise e repetindo seu plano escroto um milhão de vezes para no final tomar uma surra do Sonic. Sim, ele não faz nada mais além disso, e o tempo todo o jogo é isso, Eggman sequestra Elise, Sonic da um piau nele e salva Elise, Eggman sequestra Elise..... E assim vai. 


Eba, chegamos na pior parte da história! Poxa vida, onde deixei minha arma para me suicidar quando visse algo que me mostrasse que o mundo está completamente perdido mesmo?  Não, não vou nem comentar isso, já está óbvio para todos o que é essa cena horrível, e é mais fedido que Crepúsculo. 


Cara, Sonic 06 tem uma história tão mau contada, tão ruim, tão horrenda, tem simplesmente tudo que ofende e desmancha o conceito original da série Sonic: 
Uma história Serius Business! Ela se leva a sério demais para um personagem cartunesco, poxa, o Sonic é apenas um ouriço azul que corre, ele não precisa dessa imitação barata de JRPG! Personagens que perdem completamente o carisma e a originalidade, principalmente o Eggman e o Sonic, eles estão em seu pior estado nesse jogo! E os novos personagens são tão........ Ah, principalmente o Mephiles, esse aí ein, sem comentários. 

Enfim, a história e só mais uma das atrocidades criadas no jogo, é só o começo do que ainda há por vir. E o pior é que existem pessoas que acham a história desse jogo uma verdadeira obra de arte, que ela é "foda" (desculpem o palavrão, mas existem algumas pessoas que realmente acham isso) e super bem feita, existem até imbecis que falam que se o jogo fosse um filme, seria legal e muito bom. Mano, vão se f*, se você realmente considera essa história boa, preciso te contar, você tem um péssimo gosto para isso, saia desse seu mundinho e esqueça essa história horrível. 

9 personagens jogáveis, todos são horríveis 


Ah, como se a história já não fosse uma droga, ainda temos essa jogabilidade horrível! Só de quebra, esse jogo é cheio, entupido até a boca de Glitches, Bug e uma caralhada de coisas que ferram com a jogabilidade. E ainda por cima não tem mais física nenhuma, parece que o jogo foi feito com tanta preguiça que quando eu jogava, eu procurava saber se não tinha comprado uma versão beta. Primeiramente, falando nos bugs e glitches....  Olha, quer saber, apenas veja esse vídeo, ele vai te mostrar melhor que eu, um pouco, um POUCO, dos bugs que tem nesse jogo. Ah, tem esse outro que também mostra perfeitamente um dos motivos que tornam esse jogo uma droga sem fim com seus bugs. Eu nem vou perder muito tempo explicando, são muitos bugs, câmera ruim e mal posicionada, impacto defeituoso, enfim. Mas não se preocupem, que ainda vou falar mais neles. O problema são os personagens jogáveis.... Ah, nenhum mesmo presta, talvez só o Silver, mas apenas ele é "jogável", o resto é tudo um lixo de jogabilidade mal feita. 

Vamos começar falando, é claro, do Sonic. A esse Sonic é sem dúvida o pior que já vi, primeiramente você não mata os inimigos pulando em cima deles, é, isso mesmo, COMO NUM JOGO DO SONIC VOCÊ NÃO MATA O INIMIGO PULANDO EM CIMA DELE?! Você só mata ele usando Homming Attack ou usando o Spin Dash...... Ah, e esse Spin Dash, é ainda pior que qualquer coisa que o Sonic já tenha feito, primeiramente esse maldito Spin Dash não para quando você quer, você nem ao menos pode pular enquanto o faz, se você quiser usar o Spin Dash apenas para passar por um lugar e depois continuar correndo numa boa, você se ferra, porque esse maldito golpe só vai parar naturalmente, e daí você precisa controla-lo, o que é completamente inútil e difícil, e é fácil você tomar um hit qualquer enquanto usa essa programação horrível. Ainda fica pior isso tudo, nesse jogo o Sonic simplesmente não corre rápido, não exatamente rápido, na verdade ele só vai correr com os Dash-Pads que você encontra nas fases, sua velocidade normal é meio.... Meh. 

Mas nas seções onde Sonic deve correr pelos loopings é que sua velocidade é uma dorga, primeiramente, ele é quase incontrolável, na fase do deserto era um enorme sacrifício correr por aqueles "tubos" de areia, cara qualquer erro e o Sonic corria demais e caia na água, pronto, ele morria e perdíamos uma vida. Mas pelo menos nas outras fases o Sonic não cai pelo lado de fora da pista, ele "bate" no canto e caí, mas acredite, isso vai acontecer tanto que você vai ficar com um enorme tédio, em qualquer parte em que você vá correr com o Sonic. Mas isso nem é o pior mesmo. 

Nesse jogo temos as novas "Mach Speed Zones" que são fases só feitas pelo Sonic onde você corre muito, sem parar, sem parar mesmo, e você corre bem rápido, podendo apenas pular, desviar das coisas e pegar anéis. Falando assim até parece legal, e pra ser sincero eu achei a ideia interessante, porém, o jogo estupra essa ideia. As Mach Speed Zones são quase inavegáveis, não da, simplesmente NÃO DA para controlar o Sonic nisso, se você escorregar o joystick um pouquinho pro lado, pronto, o Sonic desliza completamente pro outro canto da fase. Sem falar que qualquer coisinha mata ele, até pedras, se te acertarem te tiram anéis, sem falar que Sonic consegue quebrar pedras com a força, como elas podem machuca-lo aqui?! Sem falar que a fase tem um sistema de colisão horrível, quando o Sonic morre ele continua correndo, quando ele faz posição de que morreu, sai voado que nem um louco, cara esse jogo é tão cheio de bugs e ausência de física que até parece uma versão beta, mas eu acho que já falei isso. 

Mas o pior do Sonic está na fase White Acropolis, quando começa, jogamos com Sonic em cima de um Snowboard, bem estilo Ice Cap Zone. Então quando eu comecei a jogar a fase eu pensei, "Nossa que demais! Deve ser muito legal jogar nesse Snowboard".... Ah, que pensamentos que foram destruídos tão brutalmente. Essa é sem dúvida a pior engine do jogo todo, é difícil controlar o Sonic, ele não pula direito, ainda mais nas horas que precisa pular direito, que geralmente são horas de vida ou morte, e pra piorar, tem um sistema de colisão tão mal feito, mas, tão mal feito, que eu quase desisti de jogar o jogo por causa daquilo, e pra piorar quando ocorria essas colisões, pra voltar a andar normalmente você tem um sacrifício absurdo! 


Falando agora no Shadow, bem, ele tem quase as mesmas habilidades do Sonic, corre na mesma velocidade, porém, não faz Spin Dash. Mas não pense que ele é melhor que o Sonic, ele tão ruim quanto. Shadow tem um Homming Attack muito mal programado, vai muito longe, e quando eu preciso pular em algum lugar especifico, nunca consigo, porque essa droga de Homming Attack passa por cima do lugar e assim eu perdia uma vida, porque eu caia em um abismo qualquer, isso aconteceu muito comigo. Mas, pelo menos quando Shadow usa o Homming Attack ele executa uns combos que deixaram ele melhor que o Sonic para atacar inimigos... Mas só nisso também. Shadow, porém não tem as Mach Speed Zones, graças a deus, mas infelizmente ele usa veículos como moto e carro nas suas fases. Sega, qual seu problema? Shadow corre tão rápido quanto o Sonic, por que diabos ele precisaria de um veículo?! Não, a questão é, como podem enfiar veículos dentro de um jogo do Sonic?! Isso é ilógico, sem falar que além disso, até esses veículos são mal utilizados, eu só consegui jogar direito com a moto, só, o resto é uma droga de se controlar, só não é pior que o Sonic andando de Snowboard. E ainda temos aquelas técnicas que compramos para ele usar, que são piores ainda que o seu Homming Attack, mas eu nem usava porque já dava pra ver que ia dar merda. 


Agora falando no Silver. Bom, ele é o menos pior do jogo todo, ele não corre rápido, até porque já temos dois que fazem isso e mais um seria demais, então controla-lo não é nem um pouco difícil. Ele pode levantar qualquer objeto e atacar em seus inimigos usando seu poderes psíquicos, que inclusive até as balas e projéteis que seus inimigos atiram ele consegue segurar, e isso é legal. Eu aceito qualquer tipo de jogabilidade alternativa no jogo, desde que seja bem feita, e por sorte é bem legal jogar com Silver, eu só acho que ele poderia ter um sistema de mira melhor, porque várias vezes me acontecia de querer matar um inimigo jogando algo nele e o Silver jogava para outro lado completamente aleatório. Mas no geral eu não odiei o Silver jogando, ele é um dos POUCOS pontos positivos nesse jogo. Única coisa decepcionante é que no inicio do "Episode" de Silver, vemos ele voando bastante por cima de uma cidade toda destruída, e aí quando vamos jogar com ele voa daquele jeito? Nope, ele só voa só por alguns segundos e cai, isso quando você não aperta repetitivamente o botão pra ele ficar o tempo todo parando no ar pra economizar o vôo, e isso com o passar do tempo isso fica tão enjoativo. 


Bom daí temos os personagens secundários que são bem piores que os principais, se a Sega não se preocupou em fazer uma boa jogabilidade pro Sonic, quem dirá para os outros 8 personagens jogáveis, ainda mais, os menos importantes nisso. O Tails por exemplo é horrível, ele não voa direito, controlar ele voando é um verdadeiro saco, e quando ele cansa, ele não cai devagar voando como nos outros jogos do Sonic, ele da um grito completamente gay, e cai com tudo no chão, você sabe quantas vezes eu morri por causa disso?! Knuckles tem as técnicas mais horríveis de se usar, bem piores que as que ele usa no Sonic Heroes, e olha que lá já estava meio ruizinho, sem falar que quando ele escala uma parede, para ele sair é um bug que enche de verdade o saco, você aperta aperta e ele não desgruda. A Rouge é igual a o Knuckles, só que melhor, mas ainda ruim. Omega é monótono, atacar os inimigos com aqueles disparos é um inferno, até você destruir seu inimigo já perdeu um montão de anéis, sem falar que o vôo dele é ainda pior que o do Tails. A Blaze poderia até ter ficado legal, mas o Homming Attack dela é quase impossível de se controlar. E a Amy... Sem comentários, pior personagem do jogo todo, só digo isso. 

Cenários nem um pouco carismáticos e animações horrendas 


Primeiro, o que fazia Sonic ser legal? Além do carisma e da jogabilidade, tínhamos cenários completamente coloridos e cativantes, cenários que nos davam a sensação de que estávamos dentro de um paraíso, e isso fazia Sonic um personagem ainda mais legal. E sabe o que a Sega fez com isso tudo em Sonic 06? Amassou, queimou, fritou e jogou no lixão, sem dó nem piedade. Saca só a fase na imagem acima, e agora me respondam, o que um cenário pós apocalíptico tem haver com Sonic the Hedgehog? Se tirarmos os anéis, os loopings, isso virá uma fase de Resident Evil ou Devil May Cry, alias, até parece que ela foi roubada de um desses jogos. Todas as fases desse jogo tem um design horrível que não lembra nem um pouco Sonic, e só piora ainda mais a sua imagem. A única fase que ao menos tenta ser mais Sonic é a Kingdom Valley, mas, apenas ela mesmo, porque o resto, é como se a Sega quisesse por o Sonic em um lugar realístico, e por favor, apenas entendam, Sonic não foi criado para isso, ele é um personagem cartoon e deve viver num cenário a altura. E como se isso já não fosse demais, ainda temos os inimigos, as máquinas criadas pelo Eggman e as criaturas de Mephiles, que são todos, até bonitos, porém, ainda não tem nada haver com Sonic. Olha isso: 


Me responda você, que jogava Mega Drive, e que via o Sonic lutando contra máquinas que lembravam animais e eram coloridos com bichinhos dentro, o que sentiu quando viu esses transformers forçados dentro do jogo? Me diga, quando foi que isso chamou a atenção dos fãs do Sonic para começo de conversa? Mas que merda a Sega tinha na cabeça afinal de contas? Eu sei eu pergunto muito, mas é pra você ver o quanto esse jogo deixa qualquer um inconformado. E se eu fosse realmente dizer o que estou achando disso, eu seria obrigado a postar uma benca de palavrões, e quero evitar essas coisas. Mas como se os transformers já não fossem feios e rídiculos o bastante, temos ainda os capangas do Mephiles: 

WTF?

Sem comentários. Melhor essa coisa voltar pro Aliens vs. Predadores agora.


O que foi? Por que esta olhando assim para mim? Depois de ver isso tudo você ainda quer que eu fale das animações? Eu preciso mesmo dizer o quanto Sonic está horrível com esse corpo esticado e estranho? O quanto a cabeça dele e de seus amigos está completamente bizarra? O quanto Eggman está vomitante com essa cara? Pois é, nem vou falar nada, até os jogos do Sonic de PS2, tinham animações melhores que essas, e isso é um jogo de PS3 e Xbox 360! Sem falar que a dublagem, as narrativas e as falas são estúpidas, parece que todos os dubladores nem se importaram em fazer seu trabalho, e as falas são as piores, e ficam pior a cada momento. Por exemplo quando Sonic e Tails se encontram, Tails fala que quer ajudar a salvar a Elise, e assim Sonic se vira dando uma de fechadão emo e responde: "OK! With your help, this should a be a piece of cake", e Tails fala depois "Hehe, I do my best". Velho, por acaso isso é um programa infantil, mas que diabos de conversa foi essa, é essa conversa que você tem com seu melhor amigo quando precisa da ajuda dele por acaso? Até porque Sonic tem 15 anos, que coisa mais clichê, e não pense que eles são os únicos com falas medíocres, Shadow parece estar bufando o tempo todo e Silver....... "IBLIS TRIGGER IBLIS TRIGGER". Apenas uma cena ou outra se salva, mas no geral temos uma narrativa e animação bem mal feita, como se fosse tudo feito com muita preguiça e falta de inspiração. E em questão ao gráficos, bom, deu para perceber que eles não são bem feitos, não mesmo, mas, como o jogo foi lançado bem no inicio de vida do videogame, acho que eu perdoo os gráficos ruins, e apesar de tudo, até que o jogo tem CG´s aceitáveis, não aquela coisa incrível, mas também não é nada de mais. 

Obs: E eu nem falei que a Elise nas scenes do jogo tem pernas laranjas e corpo branquinho, decepcionante. 

As Town Stages e as Silver Medals 


Temos também as Towns que são uma espécie de Adventure Field, onde você não pega anéis e nem morre lutando contra um inimigo, é aqui que você acessa as fases e fala com pessoas. A ideia em si é boa, eu mesmo gosto de Adventure Fields, mas quando são bem executadas, o que não é o caso desse jogo mesmo! Pra começo de conversa, as pessoas são horríveis, e tem as piores animações que você vai ver em um jogo, elas parecem robôs e quando expressam uma emoção com animação.... Argh, que coisa mais feia. E o pior é que enquanto elas falam contigo, elas fazem uns movimentos tão cagados, mas tão cagados. E a água, quando caímos dentro dela, nem ao menos espirra água para fora, caramba Sega, que preguiça é essa? Não existe física nesse jogo, em nenhum momento quase, é tão brochante isso, e desanima muito a quem joga. Mas pra piorar, ainda tem as Town Stages, que são um saco de se fazer, você faz coisas estupidas como correr atrás de crianças, escolher o amor verdadeiro e até apostar corrida contra um homem vestido de Sonic, to falando sério, tem como ser mais patético que isso? Algumas missions são até legais, como proteger a cidade e a população de criaturas e máquinas, mas a Town é tão mal feita e cheia de bugs, que acabam deixando essas missions tediosas, bom, mais do que já são as vezes. Também temos as Silver Medals, que não servem pra nada, elas estão escondidas nas fases e nas towns, e o que acontece quando achamos uma? Nada, elas só te dão archivements, apenas. Nossa Sega, plano genial para deixar o jogo mais comprido desnecessariamente e ao mesmo tempo tedioso, parabéns. 

Now loading........ 


Acredite, você vai ver muito isso no jogo. Você sabia, que fizeram um teste, e o tempo que esse jogo demora para carregar as coisas te da tempo para fazer uma fase inteira de Sonic 2? É, agora não estou achando o vídeo que comprova isso, fico devendo uma pra vocês. Mas voltando ao assunto, esse "Now Loadings" são muito ruins, e demoram demais, demais mesmo. E qualquer coisa que você faça, eles aparecem, a fase começa, Now Loading, a fase termina, Now Loading, você começa uma missão, Now Loading, você fala com alguém, Now Loading, você respira, Now Loading. É muito Now Loading, e o pior é que você está esperando todo esse tempo para ver alguma burrada do jogo provavelmente. É verdadeiramente um dos piores pontos no jogo, isso me fez perder horas se eu juntar todos os Now Loadings que eu vi. Mas também, não é essa a primeira vez que a Sega me decepciona nesse jogo.

A Trilha Sonora é fantástica, não, não estou sendo sarcástico 


O único ponto do jogo que realmente foi bem feito, com todos os cuidados necessários, e sem nenhuma preguiça, com bastante inspiração. As músicas de Sonic 06 são belas, algumas são meio rock, outras meio pop, e algumas são até orquestradas, até parece que essas suruba toda de estilos misturou as coisas do jogo, mas não, ficaram elegantes e perfeitas, cada uma em seu lugar. Elas não são nem um pouco esquecíveis, e nem enjoativas, e o melhor de tudo é que nem é preciso jogar para ouvi-las. As músicas com vocal também são ótimas, eu adoro a "His World" é uma música completamente Orquestrada no fundo misturado com uns solos de guitarra que deixaram ela completamente Épica! 


Se o jogo fosse tão bom quanto essa música...... 

Considerações Finais 


Sem mais, o pior jogo de todos do Sonic! Uma droga mal produzida feita as pressas, e sabem por que? Porque a Sega tentou ter seu jogo épico a todo custo e isso a fez esquecer coisas importantes como, cenários originais, história simples e boa, personagens cativantes, jogabilidade com uma boa engine, etc. Quando eu jogo Sonic 06 eu sinto como se estivesse jogando um jogo beta, uma demo, é muito bug que há ele, sério, tem bugs por todo lado, o nome do jogo deveria ser "Sonic and your creepy bug adventure", faria mais sentido do que colocar um nome tão valioso. A única coisa realmente boa foi a trilha sonora que é fantástica, e merece até um premio por isso. Mas o resto.... bem, temos uma história forçada, personagens completamente sem originalidade, cenários realistas que não tem nada haver com Sonic, uma jogabilidade sem física cheia de bugs e mal feita, e muitas outras coisas, e até agora eu acho que os produtores desse jogo faltavam nas aulas de física na escola. Se você quer se decepcionar, Sonic 06 é o jogo ideal para você, e se nunca jogou, não escute fanboys idiotas que gostam desse jogo, eles nunca tem moral pra defende-lo. E é isso, o que vai acontecer agora? Vamos esquecer esse jogo de nossas vidas e desejar que a Sega nunca mais faça algo tão medonho como ele. E caso não esteja acreditando em mim, veja só esses vídeos: 

A única vez em que eu jogo ele, é com meu primo no modo 2P, que é super legal. Não, o jogo continua uma droga até no modo 2P, mas é isso que tornava legal, era tantos bugs e falhas na física que eu e meu primo riamos pakas e nos divertíamos de verdade. 

História: 2 
Sons: 10 
Jogabilidade: 2 
Gráficos: 4 

Prós: 
Bela trilha sonora 
Silver é o personagem menos pior de se jogar 

Contras: 
História forçada e dramática demais 
Narrativa horrível 
Dublagem e falas patéticas 
Jogabilidade mal feita  
Personagens sem nenhum carisma ou alguma personalidade 
Now Loading, Now Loading, Now Loading 
A física é horrível 
As fases não tem nada a haver com Sonic 
Mach Speed Zone quase injogáveis 
Bugs espalhados para todos os lados 
Veículos em um jogo do Sonic, WTF 
Silver Medals desnecessárias 

Nota final: 2.5 

E agora uma imagem que possa resumir o jogo todo: 


27 janeiro 2014

As 5 melhores Intros da Sega

Nenhum comentário:


Ah, Sega, nunca vi uma empresa começar tão bem, ter uma incrível queda e ainda conseguir ficar de pé hoje em dia com tantas dificuldades. O problema é que talvez a Sega não consiga mais o seu antigo brilho e fama que tinha no seu passado, afinal ela tinha se tornado uma grande vadia mimada que não ta nem aí pros seus fãs, mais tarde claro. Hoje a Sega se tornou algo que a maioria chama de "Nostálgico", e como razão, muitas pessoas se lembram perfeitamente quando o Mega Drive foi um sucesso enorme e o videogame mais comprado e vendido, todos tinham um Mega em casa, todos jogavam Sonic, Ristar, Street of Rage, Golden Axe e outros grandes nomes da marca. Claro que videogames como Sega CD, Sega Saturn e Sega 32x foram um desastre enorme e talvez você nem os conheça, e claro, trouxeram um grande prejuízo para nossa amiga Sega. Mas, o que mais nos lembramos da Sega, afinal de contas?

Uma vez eu fiz um desenho do Sonic em meu caderno de artes quando estava na minha 7° série, e um aluno passou, olhou e brincou comigo, ele cantou o velho e mais memorável sing: "SEEGAA". E eu achei engraçado, depois de tanto tempo, parece que ninguém se esquece dessa intro que esteve em nossas mentes por tanto tempo. Então decidi, que irei falar nessa postagem as 5 melhores intros da Sega, independente se era do Mega Drive ou não.  

5° Lugar: 


Não sei se vocês sabem, mas eu adoro o jogo clássico "Comix Zone", ele era super engraçado e divertido, tinha até palavrões no jogo, claro que estavam escrito assim: #$&@!*, mas de qualquer maneira continuava engraçado para quem manjava do inglês e conhecia os palavrões. Mas como era um jogo de comédia, claro que precisava de uma intro que indicasse perfeitamente isso. E é bem legal, não vou dizer como é, apenas veja os primeiros segundos do vídeo acima. 

4° Lugar: 


Sim, eu gosto da intro atual da Sega, é simples e da até um ar do tipo, "nossa, esse jogo deve ser bom, afinal é da Sega", mas infelizmente, nem todos os jogos fazem essa proeza. Mas ainda sim temos uma intro legal. 

3° Lugar 


Essa intro é a que eu considero bem original, me lembra a intro da Capcom que tocava aquela música agradável no Megaman X, e claro, essa não fez diferente, ela é bonita e tem um sonzinho que até da para tirar uma nostalgia, pena que só foi usada em um jogo que não foi muito bem vendido. 

2° Lugar 


Hahaha, essa eu não podia me esquecer mesmo, diferente das outras intros da Sega, em Sonic 3D Blast (que inclusive eu ainda farei uma resenha dele), a intro vem com um grito que assustou um monte de gente que jogou o jogo. É só dar uma visualizada no vídeo aí em cima hehe, é a intro mais engraçada, falo sério. 

1° Lugar 


Bom, era mais que previsível que esta ficaria em primeiro, foi a mais lembrada e memorável de todas, ninguém quer deixar de vê-la, e eu adoro ela, só de ouvir tenho boas lembranças de quando era pequeno e me divertia nos jogos do Sonic no Mega Drive. Ahhh... Bons tempos. 

Bom, é só isso, só postei isso para ninguém pensar que o Blog é parado e só tem minhas resenhas, claro que eu vou postar outros textos variados assim mais para frente, mas, como estou sem paciência hoje só deixarei isso por enquanto, valeu? 

26 janeiro 2014

Final Fantasy Tactics Advance

7 comentários:

Finalmente, um jogo que zerei recentemente, hoje para ser exato. Irei falar de Final Fantasy Tactics Advance, o jogo continuação de Final Fantasy Tactics (dãhn), bom, mais ou menos isso, na verdade é mais como um jogo da mesma série, apenas. O jogo foi polêmico por ser mais "infantil" que o jogo anterior e causou até decepções com alguns fãs da série, mas, dando uma bela olhada ele é sim um bom jogo, e eu até gosto dele, eu acho. O jogo não falha com Final Fantasy, igual ao outros jogos da franquia, Tactics Advance tem personagens carismáticos e bem desenvolvidos e cada um faz escolhas diferentes e decisões que são muitas vezes humanas e até malignas. A história apesar de não ter um toque de corrupção, assassinato e violência que deixava o jogo mais complexo, FF-TA é simplesmente uma história de crianças em um mundo de fantasia, eu achava que isso iria dar merda quando vi a sinopse do jogo, mas, a Square tomou os cuidados necessários e tivemos uma história ok. Mas, o que deu errado no jogo? 

Eu sou um puta fã da franquia Final Fantasy, e quando joguei Tactics Advance eu me deparei com muitas coisas novas, coisas da qual nunca tinha visto em outro Final Fantasy. Isso me incomodou? Sim, incomodou, mas com o passar do jogo, até que eu enxerguei um charme nele e assim ele não tão ruim assim. Se você quer um Final Fantasy legítimo, esse jogo vai te deixar um pouco decepcionado. Ou talvez nem tanto, francamente, tem muitas coisas nesse jogo fiéis á franquia que as vezes eu sentia como se estivesse jogando um FF da sequencia principal, e isso é um toque belo, afinal a Square fez de tudo para termos um jogo novo que não fosse uma droga que ignorasse tudo que fazia a franquia ser boa, igual a outros jogos... Cof cof cof Bomberman Zero cof cof. Falando desse jeito até parece que o jogo é ótimo e não tem como nada dar errado nele, né? NÉ!?  Então vamos ver no que essa merda vai dar aí galera.

Um Final Fantasy muito mais "Fantasy" que outros
Mas que diabos é essa arma?!

A história é sobre o garoto Marche que vivia numa boa na vila que se chama St. Ivalice, que inclusive é o nome do mundo de Final Fantasy XII. Marche tinha dois amigos de escola, Ritz e Mewt. Ritz era uma garota que pintava seu cabelo de rosa e botava isso como maior prioridade na vida, e Mewt era um nerdão zoado pakas na escola, todo mundo queria provocar e encher o saco dele o ofendendo, enquanto ele ficava lá dando uma de bundão porque era muito tímido para revidar contra alguém. A mãe de Mewt morreu há um tempo e seu pai era um grande fracassado da vida. Marche tinha um irmão chamado Doned, e ele era paraplégico e vivia sua vida numa cadeira de rodas. É, Mewt e Doned são dois ferrados da vida, e Marche e Ritz vivem numa boa. 

Num lindo, belo e maravilhoso dia "daqueles", Mewt diz que vai comprar um livro, e Marche pergunta se ele e Ritz não querem ir na sua casa para ler o livro comprado. Claro, porque a coisa mais legal de se fazer em casa com os amigos é ler um livro velho, né? Enfim, Marche convida eles para ir em casa ler o livro que nem sabia do que se tratava. No caminho eles vêem o pai de Mewt tomando uma bronca humilhante de seu chefe. Ao chegar na casa de Marche eles começam a ler juntos o livro, e com o Doned em sua cadeira de rodas. Enquanto liam, eles comentam como seria bom se o mundo que eles conhecem, fosse mágico, que nem o jogo que eles tanto jogavam, e esse jogo é "Final Fantasy". Isso mesmo, os personagens desse jogo de Final Fantasy jogam Final Fantasy, hehe, irônico não? Espera se as pessoas no mundo de Final Fantasy jogam Final Fantasy, quem garante que nós não somos um jogo de Final Fantasy?! 

Ta, esquece esse papo aí, pro seu próprio bem (eu acho). Voltando, então, os três depois de lerem o livro, vão para suas casas e dormem, provavelmente porque não tem nada de interessante para se fazer lá. Daí então, da noite pro dia, o livro que eles leram, que na verdade era mágico, os mandaram para uma espécie de outra realidade, um reino mágico com o mesmo nome da vila deles, que inclusive é parecido com o jogo de Final Fantasy deles. Eu preciso desse bendito livro!!! Lá, Marche se torna um soldado, e conhece um Moogle (que era uma das raças de vida inteligente que vivia lá) chamado Montblanc. Os dois fundam um clan de mercenários e Marche consegue permissão para pagar por missões e faze-las. Não sério, você faz o trabalho e paga para faze-lo, estranho eu sei, mas ao menos você ganha muito mais no final. A mesma coisa acontece com Ritz, e agora ela não precisa mais pintar seu cabelo, e está em um clan só de garotas. 

Marche, se pergunta o que diabos está acontecendo afinal de contas, por que eles estão lá? E enquanto quebrava a fuça de uns bandidos aqui e ali, ele vê seu irmão mais novo, que agora pode andar e não precisa mais de uma cadeira de rodas e também descobre que Mewt é meio que um rei nesse reino, ele que comanda tudo isso agora, e seu pai, que era um fracassado total, agora é o comandante dos juízes, e sua mãe, agora está viva. Então Marche fica enraivecido por causa de tudo, e quer voltar a ter sua vida, porque, ali não era o lugar dele e nem deles, pois, na verdade esse reino mágico foi criado pela consciência de Mewt, já que ele odiava o mundo real, onde era zoado completamente. Mas, eles não querem ouvir Marche, nem mesmo a Ritz, ela quer ver todos felizes, mesmo não estando em seu verdadeiro mundo, e por ser mais madura, quer continuar lá por motivos de garota na puberdade. Mais tarde Marche descobre que para ele poder voltar pra casa, ele e seu clan, precisaram destruir quatro cristais que mantém a existência do reino de St. Iválice, e destruindo também, seus cinco guardiões. 

Essa aí em cima é a Ritz. Isso é apenas um fanart, só ta aí pra deixar a resenha mais bonitinha mesmo 

Bom, por onde eu começo falando da história? É muito simples, muito mesmo, ainda mais para um jogo de Final Fantasy, é realmente infantil, até uma criança de 8 ou 7 anos entenderia numa boa essa históriazinha. E isso é ruim? Não exatamente. Eu gosto dessa história, eu acho ela ok, e vocês sabem que eu gosto de histórias simples e boas não sabem, ao menos quando são bem feitas. Mas fiquei um pouco decepcionado. Sabe, um dos motivos de eu adorar a franquia Final Fantasy, é porque seus jogos são completamente profundos e tem um toque adulto nas histórias, e a franquia faz isso muito bem na maioria das vezes, e esse jogo não tem nada disso, é uma história muito simples e nada de mais além disso. Mas, não ficando ruim, não tem o menor problema, a história é boa acima de tudo, e é só isso que importa valeu? Eu gosto dela, e pra mim está de boa.  

Eu curti todos os personagens, principalmente da Ritz, sério, ela é única que tinha uma boa vida e mesmo indo para outro mundo, não ficou com nenhuma frescura e pelo bem dos amigos, ela aceitou viver lá, eu considero isso um ato bem maduro e bonito e acho que deixou a personagem muito mais carismática. Mewt representa bem o nerdão zoado, bem até demais, ele é quieto, joga video game, todos riem dele e botam apelidos ofensivos nele e além disso tudo, tem uma vida familiar ruim e ferrada, tanto que essa vida fica maravilhosa depois de ser transportado para o reino de St. Ivalice, e eu gostei disso. Doned, bom, não há como falar muito dele, porém, ele demonstra muita felicidade por poder andar no novo mundo, é tanta sua felicidade que ele chega a enfrentar o próprio irmão para poder viver lá. No entanto, eu não sei se dou um voto a favor de Marche, quer dizer, todo mundo tinha uma vida horrível antes de ir para o outro mundo, exceto Marche, e agora ele luta para trazer essa vida de volta? Poxa, que egoísmo, as vezes eu até entendo suas intensões, mas qual é, deixa de ser idiota, todos estão bem aí, se toca. Mas pelo menos ao longo do jogo até que Marche mostra alguma importância. 

Ah sim, agora posso meter porrada? 


Mais uma coisa que vai difícil de se falar, a jogabilidade. Primeiramente preciso falar dos Engages, que são as batalhas feitas em turno. Sabe aquele RPG onde existe um campo aberto e cada jogador faz sua ação em seu turno (sua vez, que seja), e daí você tem que criar uma estratégia para ganhar? Pois bem, é exatamente esse o esquema usado em Final Fantasy T.A. Ao iniciar cada Engage você pode escolher 4 ou 6 membros do seu clan para a batalha. Se for um Engage que é importante na história, Marche vai participar dele de qualquer jeito, você querendo ou não. Cada membro do clan tem um HP (que é sua vida, sangue, saúde, chame como quiser, se ele acabar você vai morrer) e um MP (que é necessário gastar um pouco dele para usar algumas técnicas, se ele acabar você não as poderá usar mais essas técnicas). Também temos os JP´s, que você consegue um quando efetua uma ação com extremo sucesso ou derrota alguém do clan inimigo, até agora, eu entendi que os JP´s servem para usar combos, se você tiver 4 deles, você poderá fazer 4 combos, é mais ou menos isso. Também temos o level, o nome já explica tudo, mas vou dizer mesmo assim. O level representa basicamente toda sua força, se você passar de level, todos seus atributos, como ataque, defesa, etc, vão crescer, ou seja, quanto maior seu level, melhor. Para passar o level você precisa conseguir Exp (abreviação de Experiência), e consegui-lo é a coisa mais simples e idiota do mundo, não, sério, até se você usar um potion você ganha uns 10 de Exp, então não é nada complicado não. 

As ações são Fight, Move e Item. Essas são as ações que todos podem realizar, e são as de último caso, talvez você as use bastante, talvez não. Fight, obviamente é lutar, então ao selecionar esse comando você vai atacar o inimigo ao seu lado com sua arma, simples assim, mas lógico, ele tem que estar no seu lado, bem do lado. Move, é simplesmente se mover para algum local específico, ao escolher essa opção, você vai ver vários quadrinhos azuis espalhados pelo chão e onde estiver assim você poderá andar. E Item, nada mais nada menos é usar um item que esteja contigo. Você poderá se mover e depois usar Item ou Fight, ou vice versa, mas cuidado, pode dar Miss, que significa que você errou o golpe, e seu Fight não tirará nada de HP do inimigo.

Falando de modo geral das Engages, elas são bem elaboradas e com o passar do jogo você realmente criará táticas para vence-las, e isso não é o conceito do jogo afinal, criar táticas ora essa. Eu apenas não gostei muito dos JP´s, afinal, eu não consegui muitos combos com o passar do jogo, então os JP´s acabaram sendo um pouco.... inúteis para mim, porém, eles eram importantes para Marche, já que no começo ele era o único que tinha algum combo para se usar. Mas tirando isso, o jogo flui bem com as batalhas e vão divertir você, e acredite, você vai perder várias vezes a paciência e xingar de mais o jogo, meus pais deram um monte de broncas em mim porque eu falava muitos palavrões quando jogava ele, hehe. 

As raças predominantes e os Jobs

No reino de St. Ivalice existem cinco raças predominantes, uma delas é o ser humano e as outras quatro são os dessa imagem aí em cima, que da esquerda para direita são, as Vieras, os Bangaas, os Moogles e os Nu mous que eu acho feios e estranhos, mas, whatever, tirando os Nu mous eu considero os outros três aceitáveis. Infelizmente o jogo não explica bem o que são eles, nem como vivem, mas, de qualquer forma são todos da mente de Mewt e seu mundo perfeito cor de rosa. Cada um parece ter uma personalidade diferente, as Vieras por exemplo, aparentam ser bem vaidosas, mas não deu para sacar isso direito durante o jogo, porque ele não no explica muito essas coisas, é só isso que dá para explicar das raças predominantes. 

Falando agora nos Jobs, o que diabos é isso? Bom, um bom RPG sempre tem os Jobs, eles são necessários para o jogo ficar bom e fluir bem as batalhas. O Jobs, que em português significa Empregos, e não é esse tipo de emprego que você esta pensando seu viciado em trabalho. É basicamente o cargo que o jogador usa, por exemplo, o Marche no começo do jogo é um Soldier (Soldado) e Montblanc é um Black Mage (Mago Negro), e temos muitos outros jobs, como Dragon Knight (Cavaleiro Dragão), White Mage (Mago Branco), Archer (Arqueiro), e temos meus preferidos que são Animists (Animistas) e Assassins (Assassinas). É muito jobs, e se eu fosse falar de todos acho que demoraria muito, sem mencionar que é necessário explicar. Mas lógico, que as raças tem uma relação dependente com as Jobs, ou você achava que poderia ter um clan da mesma job e todas as raças diferentes possíveis? Que bom, eu também pensei assim. Por exemplo os humanos, eles não podem virar Dragon Knights, Animists e nem Assassins, os humanos viram Archers, Soldiers, Mages, e assim vai, acho que você já entendeu como funciona. 



 E CLARO, que cada Job tem uma técnica diferente, os Black Mage por exemplo fazem as técnicas elementais, como fogo, água e trovão para ferir o inimigo, os Soldiers são mais fortes e tem técnicas de estratégias como provocar o adversário, sério, os White Mages curam, eles são importantes e podem restaurar o HP de até cinco aliados em um só turno. E assim vai, com uma enorme suruba de Jobs que com tempo que você joga você vai entendendo melhor a utilidade de cada um e suas técnicas. Lógico, que não teremos todos os Jobs na palma de nossas mãos bem no ínicio do jogo, você terá que ir liberando eles, caso você tenha um Black Mage e queira transforma-lo num Knight ou algo do tipo. Eu ainda não entendi como liberar eles, desculpem, mas essa informação eu não descobri, eu apenas uma vez resolvi ver as classes do meu clan e resolvi mudar algumas, e quando fui ver tinha um monte de classes novas, eu fiquei com essa expressão

Ah e lembrando de uma coisa.... Lá vai eu falar mau do Marche de novo, mas eu preciso falar. No começo do jogo, Marche entra como Soldier e eu não queria trocar a Job dele, ele tava bom do jeito que estava pra mim. Porém, algumas vezes os protagonistas são legais, e outras, são um lixo, e como posso dizer? Fiquei com vergonha de nomear o Marche de Evans. O cara é uma droga, uma vez eu coloquei um outro soldier no meu clan, que podia usar todas as armas que SOLDIERS USAVAM, mas o Marche podia usa-las? NO BITCH! Sério, sem nenhum motivo, o Marche Soldier não podia usar metade dos equipamentos que SOLDIERS USAVAM! E isso me emputeceu demais, sério, e até agora, não entendi por que diabos a Square fez isso, só estragou ainda mais o personagem. "Ah, mas, Evans, você podia mudar a Job dele e pronto", entenda, eu não queria, não venha com esse papo idiota, queria um Marche Soldier, se ficou uma droga é porque simplesmente é uma droga e eu tive que conviver o jogo todo com essa droga. 

Mas tirando todo esse lance do Marche como Soldier, os Jobs são oks e todos funcionam perfeitamente com qualquer membro do seu clan ok? Único ponto ruim é que com o tempo você vê que as Jobs não diferenciam tanto, como por exemplo os Sages, eles são iguaizinhos a os Black Mages, única diferença são os nomes das técnincas e a animação delas sendo feitas, só. Isso me incomodou um pouco, eu esperava algo como classes BEM diferentes uma das outras, mas não há nada a se preocupar, isso não interfere tanto na diversão do jogo. E por sorte, o jogo não te obriga a mudar as Jobs do seu clan para poder zera-lo, você pode começar de um jeito e terminar do mesmo. OBRIGADO! 

Que todos os Juízes explodam aqui, amém 

Acho que não cheguei a falar dos juízes lá nos engages, pois é, acho que esse é sem dúvida o pior ponto negativo que você verá nesse jogo. Durante as engages nós teremos um juíz, que dá as ordens no jogo, e se você fizer algo proibido durante a batalha, você tomará um cartão amarelo, se o fizer duas vezes, você toma um cartão vermelho e vai para prisão (é mano). Falando assim não parece nada de mais, e que deixa o jogo até mais divertido, não acha?.. Acha mesmo? O lance é que com o passar das engages as leis postas pelos juízes mudam aleatoriamente, E ELES COLOCAM LEIS ESTUPIDAS! Sério, isso nunca me ajudou, só atrapalhou e deixou o jogo mais monótono, na boa, tem leis que até são aceitáveis, mas me responda, por que diabos usar o comando FIGHT, é proibido, não, sério, não to brincando, há algumas engages que o jogo te proíbe de usar Fight, Itens e até curar seus parceiros! É inútil, sem falar que é ridículo, mesmo, única vez que o juíz me foi útil, foi quando ele proibiu usar Fight e eu estava com um Animist que tinha a técnica "Catnipe" que ao usar em um inimigo o deixava zangado e ele só vai usar Fight até acabar a engage, daí assim todos foram para prisão e eu ganhei. É isso, essa foi a ÚNICA VEZ que o juíz foi útil para algo para mim, tirando isso, ele só esta la para encher o saco e nos atormentar mesmo. Botar os juízes no jogo foi uma péssima maneira de deixar o jogo mais difícil, e foi uma das piores idéias para um jogo de estratégia. Sem falar que se você tomar um cartão amarelo, no final você pode perder dinheiro, equipamento e até status!

A gente paga para fazer o trabalho?! 


Sim, essa é a resposta para quem leu a pergunta acima, mas antes de destruir todas suas expectativas de gostar do jogo, me escute. Ta, realmente, pagar para fazer uma missão é mais uma ideia ridícula criada para o jogo, mas ao menos ela não te incomoda, porque depois dessa missão, você receberá um dinheiro muito maior que o dinheirinho bobo que você pagou para fazer isso. Beleza, a ideia é mesmo uma droga, porém, sabendo usa-la não se torna um problema, eu nem liguei mais pra isso quando cheguei no 1/4 do jogo, então ta suave. Mas já que estamos falando das missões... 


Em cada vila que você acessa tem um "Pub", que é um bar onde você consegue ter acesso as missões que você quer fazer, algumas são opcionais e você pode pula-las, outras contribuem para a história, então estas são obrigatórias. Existem 3 tipos de missões, as Engages simples, que provavelmente é caçar um assassino ou algo assim, as Engages em que você caça um clan rival, e as Dispath Mission, que é simplesmente mandar um membro de seu clã ir fazer a missão sozinho, sem você ter que fazer nada. As Engages simples são as que dão continuidade na história geralmente, elas podem ser legais no começo, porém, o jogo é muito enjoativo. No começo é até divertido completar as missões, mas, com o passar do tempo elas começam a irritar, são todas iguais e quase a mesma coisa que se é para fazer, e isso me emputeceu, nada de novo vinha, sem falar que as vezes os jogo ficava meio "preguiçoso", quer dizer, você ganha a mesma grana para caçar um assassino e um ladrão de..... Galinhas? Pois é, isso realmente acontece no jogo, até parece que as missões foram feitas de qualquer jeito e ninguém se preocupou com que os jogadores iriam pensar delas. As Engages contra clan rivais era a mesma coisa que as Engages simples, então não da para falar muito, você apenas precisa segui-los no mapa para enfrenta-los, é só isso. 

É, as missões precisavam de uma polida nesse jogo, não sei porque, mas elas com o passar do tempo foram me desanimando, as vezes até que o jogo dava uma variada com inimigos novos e talz, mas depois disso, o ele te obriga a fazer missões atrás de missões que não tem nada de diferente afinal de contas. Mas, pelo menos a missão no final de enfrentar o clan da Ritz foi até interessante e me deixou empolgado. 

Um problema sério, o mapa do jogo 


Ah esse mapa aí ein. No jogo, para você se movimentar para ir pro lugares como desertos, florestas e vilas para efetuar missões, você usa esse mapa aí em cima. Ele parece inofensivo olhando para ele, mas acredite meu chapa, ele é o inferno! Sério, é uma droga andar por ele, toda hora tem um clan rival andando para lá e para cá, e se você pisarem no mesmo lugar.. Engage, e p* que paril, evitar eles é quase impossível, e são muito sem graça, são os mesmo clans que você já enfrentou um milhão de vezes, não to brincando, a única coisa boa que eles dão são os Mythiril, que são armas que dão combos aos seus membros, mas olha lá que você vai conseguir algum em uma luta, é quase impossível de se conseguir. E como se os clans já não fossem chatos o bastante, temos os ataques...... Ah esses ataques, eu não posso pisar em dois lugares direito, que alguma vila ou floresta é atacada por criaturas das trevas, e o pior é que você tem que destruí-los para salvar o lugar, se não, vai saber o que vai acontecer. Isso me fez perder metade do jogo tendo que salvar esses benditos lugares, isso quando no meio do caminho eu não era atacado por algum clan ou outro lugar era atacado ao mesmo tempo, e o pior, é que ainda tem uma missão para se cumprir! Única coisa realmente boa que isso tudo me trouxe foi Exp de sobra, só. 

Os bosses são épicos 
É chapa, esse é o primeiro boss do jogo 

Tenho que dizer, os bosses do jogo são muito bons, e desafiadores, eu mesmo tive muitas dificuldades no primeiro boss, que se me lembro bem foi o Famfrit, o Totema dos Moogles se não me engano. E durante a luta, eu apanhava tanto e tão fácil que pensava que era intencional, e tínhamos que perder de propósito, quando eu morria, dava Game Over e eu ficava com uma expressão de "Ta falando sério?!". Os bosses tem técnicas muito poderosas, podem até dar um K.O em metade do seu clan em apenas um turno, falo sério. E os bosses são bem legais, infelizmente só teremos uns seis no jogo inteiro, mas são bem satisfatórios e eles tem um look legal, essa imagem acima é do Famfrit, ele não é exatamente assim no jogo, mas ficou legal visualmente falando. No jogo temos outros bosses como o Lledenar, um dos guerreiros de Mewt, que é insuperável, ao menos é o que ele diz, e você tem umas 3 engages com ele, e sim, o maluco é muito forte, você terá problemas com ele. Os bosses resumidamente falando são muito bons, e eu gostei muito de te-los enfrentado, são mesmo épicos, só não gostei muito do Boss Final, ele é brochante, e como não gosto de dar spoilers não vou falar dele aqui. 


Gráficos e design muito bem feitos 


Eu acho que já falei dos gráficos, mas enfim, eles são muito bons, parece que a Square conseguiu explorar bem o Game Boy Advance nesse aspecto. Os gráficos e o design dos personagens em miniatura e movimento são um pouco sem graça, afinal eles são aquelas coisas redondas que parecem um playmobil ou sei lá o que, e eu não gostei muito, porém, os cenários são lindos e belos, e ainda são originais, porque se tirássemos os personagens e deixássemos só o cenário, ainda sim, enxergaríamos um cenário de Final Fantasy, ou ao menos imaginaríamos, e isso me impressionou, sério, eu admiro a arte usada em cenário nos jogos, e quando usada bem, me da uma ótima sensação, um lugar imaginativo e cativante me trás um enorme charme e Final Fantasy Tactics Advance faz isso perfeitamente.

Quem fez essa trilha sonora? 


Pois é, infelizmente a trilha sonora deste jogo foi o que mais me decepcionou, falando sério. Pelo amor de deus, as músicas são tão.... Borings e tão paradas e lentas que me fizeram ficar com sono, e pra piorar, elas se repetem o jogo inteiro, quer dizer, tem umas 4 músicas diferentes PARA TODAS AS ENGAGES. Ou seja, você vai ser obrigado a ouvi-las o tempo inteiro, e pra piorar elas são muito sem graça! Não é que nem o Naruto Generations e Sonic Adventure que tem músicas enjoativas porém são até legais, o problema no Final Fantasy TA é que as músicas são realmente monótonas. Você pode até gostar um pouco delas no começo, mas acredite, com o passar do tempo elas vão te dar vontade de desligar o som do jogo, que inclusive foi isso que eu fiz. Eu nem vou perder meu tempo colocando alguma música aqui para vocês ouvirem porque, elas não tem nada de especial e parece que foram feitas apenas para estarem no jogo, só. 

Considerações Finais 

É, acabamos por aqui, e o que ficou? Final Fantasy Tactics Advance é um bom jogo? Sim, porém, faltou muito trabalho a ser feito para esse jogo realmente ser um "daqueles" jogos, mas, também, não estou reclamando muito, o jogo por outro lado é bem divertido e elaborado, só acho que poderia ter ficado melhor em muitos aspectos. Espero que eles retirem esses malditos juízes e façam músicas decentes no próximo FFT que eu jogar. E continuem com os belos cenários e bosses e com a história cativante que eu vi nesse game. Infelizmente acho que no final das contas, FFTA não vai ser tão bem lembrado, eu acho, mas se você quer um RPG que te faça criar verdadeiras táticas, vale a pena dar uma conferida nesse jogo, você não terá nada a perder, eu aconselho. 

História: 7 
Sons: 3 
Jogabilidade: 7 
Gráficos: 8 

Prós: 
História criativa e diferente 
Esquema de Engages bem elaborados  
Várias Jobs 
As batalhas são bem empolgantes, por parte 
Bosses épicos 
Design de cenário original e bom 
Personagens Cativantes, a maioria pelo menos 

Contras: 
O Marche tem uma péssima jogabilidade
Os Juízes são irritantes, sempre 
As missões.... 
O mapa do jogo é um problema 
A trilha sonora é HORRÍVEL 

Nota Final: 6.8  

17 janeiro 2014

Naruto Ultimate Ninja: Storm Generations

2 comentários:


Bom, depois de postar três resenhas de jogos clássicos e muito bons, acho que chegou a hora de mudar um pouco as coisas. O jogo que vai ser falado agora é Naruto Ultimate Ninja: Storm Generations, eu não sei porque diabos de um nome tão grande, mas de qualquer jeito vou chama-lo apenas de Naruto Generations aqui na resenha. Lógico que o jogo é do anime Naruto e Naruto Shippuden, pra muitos são dois animes, mas pra mim é um só mesmo, apenas um é continuação do outro. Eu sou desde pequeno fã do anime, acompanhava bastante e conversava sobre ele sempre com meus amigos, claro, hoje não to acompanhando direito, já que o anime ficou meio sem graça por causa de algumas coisas na história. Quando eu vi o trailer desse jogo eu fiquei com muita vontade de compra-lo, afinal, era a história do Naruto pequeno até o Shippuden!

Tem até o Zabuza, que provavelmente todos se lembrem de ver ele tretando com o Kakashi há uns anos atrás no SBT. Mas pra ser sincero, algumas coisas nesse jogo me deixaram um pouco decepcionado, ele é bom sim por parte, mas por outra.... O conceito "Generations" é colocar no jogo as duas partes do anime, a do Naruto clássico e do Naruto Shippuden. Então teremos muitas coisas para ver e rever nesse jogo. Vamos lá amiguinhos? Oba!

O casal do Anime...... 

Falar da história é muito difícil, afinal, ta desde o primeiro episódio do anime até os de hoje no jogo. Mas basicamente a história se foca muito no namoro na amizade de Naruto e Sasuke, que é importante de se falar agora e vou por enquanto só explicar isso. O que rolou é que Naruto e Sasuke eram BFF quando pequenos, Naruto era um ninja que queria ser o hokage (o líder e protetor) da vila da folha e mostrar pra todos o quão incrível ele é e fazer todos que zuaram com a cara dele engolirem suas palavras, já o Sasuke queria se vingar de seu irmão, Itachi, que exterminou todo o seu clã, o famoso, clã Uchiha. Daí então Sasuke era muito popular por ser o único membro vivo do clã, daí todas as garotas queriam fazer sexo com ele e todos os caras queriam ser que nem ele, já que o tempo todo ele tava dando uma de "Não falem comigo, pois, sou legal demais pra andar com vocês". Naruto era ignorado e zoado por todos porque ele tinha dentro dele um demônio que atacou a aldeia há uns anos atrás, a Raposa de Nove Caldas (Kyuubi no japonês), mas graças ao seu professor Iruka, ele conseguiu sua auto-confiança e se tornou um ninja. No entanto Naruto entrou no time 7, onde tinha a Sakura, uma garota que queria muito ser a escrava sexual do Sasuke, e o próprio dito Sasuke, o time era liderado pelo Kakashi, um ninja que tinha o sharingan (que era o poder especial dos Uchihas). Depois de um tempo Sasuke vê seu irmão mais velho, e depois de tomar um chute na bunda dele, Itachi fala para seu irmãozinho que só conseguirá vence-lo se conseguir o Mangekyou Sharingan, que é o sharingan supremo e para consegui-lo, ele precisaria matar....... O melhor amigo, ou seja, o Naruto. Então Sasuke sem muita escolha resolveu se unir ao Orochimaru, que era um ninja doidão que queria muito o corpo do Sasuke.... Sério. Então Sasuke foge para a aldeia do Som para ser treinado pelo seu novo mestre tarado e poder ter força o suficiente para matar seu  irmãozinho querido mais velho. Anos depois Sasuke finalmente mata seu irmão, Itachi, e depois descobre que ele estava o tempo todo na verdade protegendo seu irmão e a aldeia da folha. E o que Sasuke fala? 

"Agora irei destruir a aldeia da folha" 

Espera, seu irmão sofreu a vida toda protegendo você e essa maldita aldeia e agora você vai destrui-la? Boa Sasuke! Enquanto isso Naruto passa muitas aventuras tretando contra a Akatsuki, tantas que nem da pra explicar aqui nessa resenha, mas a Akatsuki é uma organização que é formada por ninjas renegados de suas aldeias, e eles são muito perigosos. A Akatsuki foi formada pelo Tobi, um ninja mascarado, cujo única informação dada no jogo é que ele é um Uchiha muito forte, não, forte mesmo. Mas isso é outra história, voltando ao Naruto, ele passa a vida procurando pelo Sasuke como um cachorro manso, na espera de traze-lo de volta a aldeia da folha. Eles chegam a travar uma ou duas batalhas épicas, mas o Sasuke continua com a bunda virada pro Naruto. Práticamente é essa mais ou menos a história do jogo, e sabe o que eu acho? Um pouco estranha, o anime no começo é legal e conveniente, mas com o passar do tempo ele fica meio exagerado, quer dizer, se eu fosse o Naruto eu já desistia do Sasuke, até porque isso é meio gay, ficar o anime inteiro correndo atrás de outro homem quando se tem uma gata afim de você? Poisé, esqueci de dizer que a Hinata é uma ninja que quase morreu pelo Naruto de tanto amor e até admitiu que amava ele, e ele ainda não pegou ela, sério, mas whatever. A história em outros pontos é muito boa, como a história do mestre do Naruto, Jiraya relacionada com o Pain (líder da Akatsuki), a história dos outros clãs das aldeias, a história do Kakashi e seu mistério por ter o sharingan, o crescimento do Naruto com um demônio dentro dele que as vezes saía, etc. No final temos uma história "meh", pode agradar alguns e decepcionar outros, e gosto de algumas coisas e outras não, mas, esse lance do Naruto e Sasuke, é melhor parar, por favor, já ta dando agônia para todo mundo, até porque hoje em dia o Sasuke se tornou um babaca tão babaca que fariam os mestres das artes das babaquices ficarem orgulhosos dele. 

Uau, esses gráficos parecem um Anime vivo..... Quase

Em relação a arte e os gráficos usados no jogo, tenho que admitir, são muito bons, o pessoal da Bandai ta de parabéns por isso, as cenas nas batalhas realmente parecem um anime em 3D, até o rosto dos personagens ficou muito bom e nada sai do seu lugar e é fiel ao anime. Exceto o Kabuto, ele ficou.... estranho em algumas cenas do jogo. As cores ficaram bonitas também, e os cenários são muito bem feitos, são abertos e realmente lembram os cenários que tem no anime, e as vezes, eles são até melhores que eles. Nem me fale do Naruto Sage usando o poder da Kyuubi, é muito bonito, fiquei impressionado com os gráficos dele e das movimentações usadas, tem até esse vídeo que te mostra como ele é sendo usado no jogo, e está bom do jeito que está pra mim. E falando em movimentos, os movimentos usados nas batalhas são muito bem feitos, e as vezes até impressionam quem assiste, as lutas são muito rápidas e bem usadas, para falar a verdade, as lutas no jogo são melhores que nos animes, porque afinal, cada soco dado lá tem que relembrar uma cena no passado do personagem, que pega metade do maldito do episódio. Não acredita em mim? Então da uma olhada nesse vídeo abaixo mostrando todas as técnicas de todos os personagens (que inclusive são muitos, mas não precisa ver tudo não)





Nossa vou começar a jogar! Ué, já acabou? 

Bom, o jogo tem um Adventure Mode onde você pode explorar o mundo de Naruto e se divertir a beça que nem no jogo anterior? Errado meu amigo, esse jogo é tão insignificante quando se fala em modo história ou qualquer coisa do tipo. Primeiro, você só faz batalhas uma atrás da outra para liberar e zerar o jogo...... Sério, é só isso mesmo, você não faz mais nada além disso. E o jogo faz isso direito? Errado de novo camarada, o pessoal da Bandai estava com certeza com uma preguiça tão grande quando foram fazer o modo história nesse jogo. O jogo além de te obrigar a apenas ficar jogando batalhas atrás de batalhas, ele ainda faz o favor de te decepcionar de tão rápido que é. Na boa, eu zerei Naruto Generations em apenas três, TRÊS, TRÊS FUCKING DIAS! Foi tão irritante isso, e o pior que é que o jogo pula milhares de partes legais do anime, milhares, poxa isso me chateou demais, sério, havia lutas muito boas que eles poderiam ter colocado no modo história, na verdade, nem precisavam ser lutas boas, podiam simplesmente apenas ser lutas que aconteciam no anime, como por exemplo, a luta do Naruto contra o Kiba no exame Chunin, a Sakura contra a Ino, o Rock Lee e o Gaara contra o Kimimaro, a batalha dos Três Sennins Lendários que era uma das minhas batalhas preferidas e sem dúvidas uma das mais épicas, e muitas outras batalhas que não me lembrar agora para escrever aqui. Sem falar que algumas batalhas que eram para ser boas e épicas ficaram um lixo, como por exemplo a do Naruto contra o Gaara. Meu, mas que diabos é aquilo?! É só você enfrentar o Gaara na sua forma normal e.... Acabou, não, sério, é só isso mesmo, ou seja, nada de Kyuubi vs Shukaku, nem uma transformação decente para esquentar o clima. É eu sei, decepcionante, você apenas vence o Gaara normal e já era. E aquela luta do 3° Hokage contra o Orochimaru? Sem comentários. O modo história desse jogo é tão ruim e monótono que é uma das coisas que mais me decepcionaram no jogo, poxa, eu espera algo como um Adventure Field com desafios e explorações, não essa bagunça toda... Bom pelo menos batalhar é até divertido as vezes, e ao menos o modo história tem umas cenas em anime legais que inclusive não aparecem no anime original.

O modo porrada é muito bom!

O modo Free Battle, como o próprio nome já diz é batalhar livre, com o personagem que você quiser contra o personagem que você quiser. No entanto, eu me decepcionei bastante com o fato de não terem colocado os ninjas do Quarteto do Som jogáveis. Poxa, eu gostava deles, custava alguma coisa? Eles só podem ser escolhidos com pesonagens "strike", aqueles que você chama para dar suporte no meio da luta. Mas fora isso temos muitos personagens para escolher e jogar. Olha isso aí em cima, é muito não acha? O jogo realmente se esforçou para colocar muitos personagens jogáveis no modo Free Battle, isso me alegrou, eu queria muito poder jogar com os clássicos e o novos tudo num jogo só. Até a abertura mostra o Naruto grande com sua galera indo para cima do Naruto pequeno com sua outra galera.... E claro que é muito justo o dois Narutos se enfrentarem, até porque nenhum deles tem 2 anos a mais de experiência em combate. 


As batalhas em si são divertidas, são muito eletrizantes e cheios de golpes e combos diferentes que você pode ir usando. Falar da jogabilidade seria difícil, mas vou tentar ser simples. Nós temos os combos que é quando você simplesmente aperta o botão de bater várias vezes segurando uma direcional junto, temos o jutsu e o ultimate jutsu que é o golpe mais poderoso e tira 1/3 da vida do inimigo e também temos o modo "Awakening" que é quando seu personagem libera toda sua força ou apenas se transforma, como por exemplo o Naruto que no modo Awakening libera o poder da Kyuubi, nada mais justo. Apenas o Gaara e alguns outros personagens tem um Awakening Mode bem brochante, mas no geral ta tudo ok. Em relação as batalhas do jogo, eu gosto delas, gosto mesmo, até hoje jogo algumas partidas com meus amigos apenas para ver quem é o melhor, eu até as vezes jogava umas partidas só de brincadeira, nunca me enjoava, as batalhas são mesmo bem agitadas. No final de cada partida tem até uma nota que você ganha por ter vencido a luta, que inclusive mostra seu personagem falando algo por ter vencido, o que pra mim foi um toque legal. Os Ultimate Jutsus são na maioria das vezes muito bons, eles são muito fieis ao anime e a maioria deles você já viu acontecendo lá. Este jogo também introduz o limite de substituição, agora, você só pode usar quatro vezes, se usar tudo, você tomará muita porrada, e isso para mim foi outro toque legal, afinal antes era muito sem graça o jogo, pois, era só usar direto substituição até o chakra dos dois acabar, e isso me enjoava. E falando em chakra, ele é usando na luta como power gauge ou algo do tipo, sem ele você não poderá usar o Jutsu e nem o Ultimate Jutsu. 

Músicas orquestradas deram um belo toque 
A trilha sonora não é la essa coisas, ela é boa, porém, muito enjoativa, as músicas são muito parecidas e com o passar do tempo você nem saberá reconhece-las. A sensação que da é que estamos sempre ouvindo as mesmas músicas no jogo, e isso me deixou um pouco incomodado, eu esperava músicas diferentes e que cada uma ficasse lá para representar bem o ambiente, e não é bem isso que acontece neste jogo, as músicas tem a mesma composição, com os mesmos instrumentos. Poxa, podiam bem que ter colocado algo novo. Quando eu zerei o jogo, eu sentia que só três ou quatro músicas tocaram o jogo inteiro.... Sério, é realmente essa a sensação. Mas ao menos elas não são exatamente, ruins, algumas são até boas e as vezes até lembram o anime, e nem são repetitivas e enjoativas, na verdade elas ficaram até um pouco reconhecíveis depois de zerar o jogo, eu particularmente gostei muito da música de titulo, ela é bonita e nos da um ar de que as coisas estão acontecendo na história e muitas coisas ainda vão acontecer, é uma música bonita e simples tocada no piano e para ser sincero, considero como a melhor música do jogo e eu gostei bastante dela. 

Considerações finais 

Naruto Generations no final se tornou um jogo muito "meh", pra falar a verdade ele é um bom jogo de luta, você vai gostar de batalhar nesse jogo, mas infelizmente o jogo tem coisas que decepcionam qualquer um que joga, ainda mais se for fã do anime. Você provavelmente depois de zerar este jogo vai joga-lo novamente, mas só quando não tiver nada para fazer, porque o modo batalha é legal, porém, você vai enjoar mais cedo ou mais tarde, daí você acaba deixando ele numa gaveta que você só vai abrir de novo daqui alguns meses ou até quem sabe anos. O jogo nas batalhas são incríveis e até hoje as vezes eu jogo algumas partidas com meus amigos e primos, eu admito que nisso o jogo faz muito bem, mas, ainda vemos muito potencial desperdiçado e algumas partes meio preguiçosas. No fim temos um jogo que foi criado nada mais nada menos que seja para fazer batalhas livres com os personagens do anime, que é algo muito divertido, mas só, se você quer um jogo de ação, aventura, com um toque de RPG e exploração, esse jogo vai fazer você se sentir humilhado. 

História: 6
Sons: 5
Jogabilidade: 10
Gráficos: 9 

Prós: 
A história é boa em parte 
Esse gráficos são lindos 
Muitos personagens jogáveis 
As batalhas são empolgantes sempre 
Algumas músicas são legais 

Contras: 
A história é por outra parte sem graça
O Sasuke é um idiota 
Jogo muito curto 
Esse modo história..... 
Batalhas no modo história mal elaboradas 
A maioria das músicas são enjoativas 
Não tem o Quarteto do Som jogável 

Nota final: 5.5

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...